Opy Health e Banco da Amazônia doam duas usinas de oxigênio para o Governo do Amazonas

Opy Health e Banco da Amazônia doam duas usinas de oxigênio para o Governo do Estado do Amazonas 

A Opy Health, primeira plataforma integrada de ativos de infraestrutura e de prestação de serviços não assistenciais no setor de saúde brasileiro, e o Banco da Amazônia (BASA) uniram esforços para doar ao estado do Amazonas duas usinas de oxigênio que serão utilizadas pela rede de saúde para atender municípios do interior. 

A doação das usinas da Sysadvance tem como intenção estender ajuda ao estado para atender localidades remotas e de difícil acesso, em especial para o abastecimento de oxigênio, e será um legado essencial mesmo depois da pandemia. “Fornecer ao corpo clínico e para o setor de saúde uma excelente infraestrutura e gestão para garantir um serviço de qualidade aos pacientes é uma premissa que está em nosso DNA. Estamos atuando em Manaus desde o início da pandemia e sabemos da importância dessa doação”, afirma Otávio Silveira, CEO da Opy Health.

As novas usinas serão entregues para o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Saúde (SES-AM), que determinará quais cidades e hospitais da região receberão a doação. Com capacidade de produzir em conjunto 873.600 litros de O2 por dia, as usinas têm potencial de abastecer, em média, até 110 leitos clínicos. Com uma usina própria, a unidade de saúde pode garantir a disponibilidade contínua do O2, item essencial para o tratamento de pacientes acometidos pelo novo coronavírus.  

Para o superintendente regional do BASA no Amazonas, André Vargas, financiar este projeto não é apenas uma operação comercial. “Trata-se de um financiamento para salvar vidas neste momento difícil que estamos atravessando. O Banco criou todas as condições possíveis para que a usina entre em operação o quanto antes, pois é urgente a necessidade da geração de oxigênio para atender a população vítima de Covid-19”.